META DE LEITURA DE 2017

20 de janeiro de 2017

Meta de Leitura de 2017


É a primeira vez que faço uma meta de leitura. Em 2016 eu bem que tentei, mas tanta coisa aconteceu e eu não consegui ler nem a metade do que eu gostaria. A faculdade de História exige uma carga bem alta de leituras e nem sempre eu consigo sair dessa área (quase nunca, na verdade) mas em 2017 eu estipulei algumas metas: ler mais sobre antropologia, sociologia e teorias do feminismo. Alguns dos escolhidos foram:



1. "Serial Killer - Louco ou Cruel?", de Ilana Casoy: Eu amo ler sobre crimes e psicologia forense (quase cursei Psicologia por causa disso!) e esse livro está na minha lista de "quero ler" há muito tempo! Já comecei a leitura em janeiro.

2. "Um Toque de Clássicos - Marx, Durkheim, Weber", de Tânia Quintaneiro: Tive contato com alguns capítulos desse livro durante a faculdade e numa matéria eletiva que cursei no quinto semestre, de Introdução a Ciências Sociais. Muitos falam de Marx e nunca leram uma linha sequer do que ele escreveu... assim não dá! Esse livro vai ser uma introdução para os meus estudos sobre sociologia no futuro.

3. "Vigiar e Punir", de Michel Foucault: Essa será uma releitura mais profunda, porque li esse livro basicamente no trem, sem poder fazer minhas amadas anotações. Quero ler com mais calma, refletindo e associando com conteúdos que antes eu não tinha conhecimento.


4. "A Civilização do Espetáculo", de Mario Vargas Llosa: Faz uma radiografia da cultura nos tempos atuais, de uma sociedade que vive de espetáculo. Conheço pouco do autor, mas sei que ele é bem afiado e crítico, do jeito que eu gosto.

5. "Casa-Grande & Senzala", de Gilberto Freyre: Também li durante a faculdade. Será uma releitura mais aprofundada desse que foi um dos principais nomes da historiografia brasileira. O livro fala sobre a formação da família patriarcal brasileira (patriarcal com sentido diferente do que ouvimos no movimento feminista tá?) e das relações econômicas do período colonial escravocrata. 

6. "Sobrados e Mucambos", também de Gilberto Freyre: Li poucos capítulos durante 2016. É como uma continuação de Casa Grande e Senzala, só que dessa vez Freyre analisa a decadência do sistema escravocrata e a vinda da modernidade, que muda (mas nem tanto) as relações sociais e econômicas. 


7. "1984", de George Orwell: Outro livro que estou querendo ler há tempos! É um romance distópico sobre o cotidiano num regime totalitário comunista. 

8. "A Revolução dos Bichos", também de George Orwell: Outro clássico moderno indispensável. É uma fábula sobre as relações de poder.

9. "Origens do Totalitarismo", de Hannah Arendt: Ela é uma das minhas autoras preferidas e ainda não tinha conseguido ler essa obra completa. Também é indispensável pra qualquer um que se interesse por ciências humanas, sociais e política. 

10. "Vida para Consumo", de Zygmunt Bauman: Outro autor querido e obrigatório na minha meta de leitura. Ele fala muito sobre o conceito de pós-modernidade e relações sem laços profundos, criticando o modo capitalista de vida onde tudo é descartável.


11. "Aprender Antropologia", de François Laplantine: Também tive contato com partes da obra e quero me aprofundar. É indispensável conhecer a antropologia para entender as diferentes formas de viver, as sociedades e a cultura que elas produzem.

12. "A Doutrina Anarquista Ao Alcance de Todos", de José Oiticica: Como eu falei no último post de 2016, comecei a pesquisar sobre anarquismo e movimento operário no Brasil. Quero ler mais autores anarquistas esse ano e começar a produzir meu próximo trabalho acadêmico nesse campo. 










E vocês, também fizeram alguma meta de leitura? Já leu algum livro que eu citei ou fez uma resenha? Deixa aqui nos comentários! Farei resenha de todos os livros citados. Talvez não poste todas aqui, porque estou planejando criar um blog focado em História e Política junto com meu marido, a não ser que vocês peçam alguma resenha em particular :) 

UNIVERSO ALTERNATIVO: A HISTÓRIA DO MEU BLOG

15 de janeiro de 2017

A história do meu blog - Grupo Universo Alternativo

Quando eu cheguei aqui na internet tudo era mato. Tudo bem, na verdade era o tempo da internet discada e minha história com a blogosfera começa com o Flogão e o Fotolog. Sempre gostei de escrever e dividir alguns pensamentos, ainda que hoje em dia sinta uma baita vergonha de ler tudo aquilo de 2005 (que bom que a gente cresce!) mas guardo com muito carinho esses arquivos, porque conheci gente que mantenho contato até hoje graças ao Flogão.

Na época não havia o termo "blogueira" e os blogs geralmente eram espaços para compartilhar coisas pessoais, como um diário mesmo. Nunca os levei pra frente e eles acabaram no pântano dos domínios esquecidos.

Só fui me dedicar a um blog mesmo em 2012, quando eu estava fascinada pelo mundo da maquiagem e enfiei na cabeça que queria ser maquiadora. Havia criado o blog Tribo Alternativa para dividir um pouco meu conhecimento sobre maquiagem e moda, mas os assuntos variavam muito. Em 2013 fiz meu sonhado curso no Senac, me formei e me decepcionei com a profissão. Acontece né? Mesmo assim mantive o blog até 2015. Eu já não me via naquele blog, mesmo tentando refazer tudo.

Eu queria falar sobre assuntos mais pessoais (como maternidade e empoderamento, por exemplo), moda plus size e cultura alternativa... Assim nasceu o Alternativa GG em 2016, recomeçando tudo do zero. Infelizmente a faculdade tomou grande parte do meu tempo e eu não consegui me dedicar como eu gostaria ao blog, apesar de ter várias ideias na cabeça. Fica a meta para esse ano: conseguir me organizar e escrever, já que essa é uma das poucas coisas que permanecem iguais desde 2005. <3

Blogs participantes:

4sphyxi4
Lady Dark's
Admirável Inconstância
Vultus Persefone
Eccentric Beauty
Relíquias da Lara
Panzoca
Women Rocker
Alkymist
Necro Side
This is my world
All Mine
Rumor and Horror
Tory Belmont
Corp. Goth. Ltda


Post colaborativo mensal do grupo Universo Alternativo, criado pela Jaqueline, do blog 4sphyxi4 <3

 
Todos os Direitos Reservados. || Blog Por Carolina Ribeiro, Design Por Leornardo Lemos